30 novembro, 2016

Sanitário público (151)

Um daqueles avisos sem os quais não se vive, né não? E quando acabar, tia?
(Foto de Aldo Finotti)

Nenhum comentário: